Permissão para Dirigir

Não há nada comparado à sensação de liberdade ao pilotar uma motocicleta em alta velocidade com o vento batendo em seu rosto, em uma estrada praticamente deserta, ou a sensação de poder e autoconfiança ao conduzir um veículo tendo total habilidade para executar as manobras, mais uma vez em alta velocidade. Na grande maioria das vezes a procura pela Permissão para Dirigir – PPD é motivada pelo desejo de sentir estas emoções.
Assim quando falamos em PPD a imagem antiga da popular Auto-Escola ainda permanece latente, onde o principal objetivo era apenas vender mais uma Carteira Nacional de Habilitação – CNH. Isto se traduzia em uma má formação do condutor, onde a preocupação era apenas em preparar este candidato exclusivamente para o teste teórico e depois para o teste prático do Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN. Podemos dizer que um dos fatores que contribuía era a falta de preparo tanto do instrutor teórico – prático como da própria Auto-Escola.
Hoje uma nova imagem vem sendo trabalhada. A antiga Auto-Escola ficou para traz e surgiu o Centro de Formação de Condutores – CFC. A grande diferença não está no nome, mas sim na maneira de desenvolver as habilidades deste futuro condutor, além de lhe fornecer um ensino de qualidade. Infelizmente os candidatos a PPD quando procuram o CFC ainda buscam as sensações de liberdade e de poder ao conduzir um veículo, justamente o contrário do que os CFC’s estão preparados para oferecer.
A responsabilidade de um CFC hoje é desenvolver um novo olhar para o trânsito através da educação, respeito e segurança para todos, além disso, apontar a participação de cada um neste conjunto. Mostrar de uma maneira diferente que a via é um espaço para todos. Se há uma velocidade máxima esta deve ser respeitada por que a sinalização assim determina; a sinalização não está lá colocada sem qualquer razão, há critérios técnicos que determinam a velocidade máxima que pode ser desenvolvida e é obrigação do condutor conhecer e respeitar as normas de circulação e conduta; mas,e principalmente porque é um direito de todos transitarem por esta via com segurança. Se você excede a velocidade máxima permitida está colocando em risco a sua segurança e a dos demais, pois pode perder o controle do seu veículo a qualquer momento.
A faixa de pedestre é o lugar mais seguro para o pedestre atravessar porque está sinalizada, e o condutor se aproxima em velocidade reduzida, preparado para parar o veículo caso haja um pedestre aguardando para fazer a travessia. Estes são dois exemplos simples que se não forem respeitados constituem infração de trânsito. Mas não é por este aspecto que se deve praticar a norma. Devemos praticar porque aumenta a segurança para todas as vidas envolvidas, lembrando que este é o principal objetivo do Código de Trânsito Brasileiro – CTB.
Os CFC’s não formam condutores, mas sim cidadãos preparados para estar no trânsito seja na condição de pedestre, ciclista, motorista ou motociclista, respeitando e se adaptando a cada condição. Esta é uma nova maneira de trabalhar com este candidato a PPD, porque na verdade durante o processo para tirar sua “primeira habilitação” é que esta pessoa terá seu primeiro contato com todo universo do trânsito (legislação de trânsito, direção defensiva, primeiros socorros, cidadania e meio ambiente e mecânica básica). Na verdade a efetiva educação para trânsito está sendo mais trabalhada no processo para adquirir a primeira habilitação embora esteja no CTB desde 1997, além de ser discutida muito antes disso.
A nova geração de condutores que está surgindo tem grandes desafios pela frente: saber utilizar o trânsito sob um olhar diferente, mudar hábitos apostando em novas atitudes, usufruir das tecnologias com moderação e inteligência, enfrentar problemas que já existem e tendem a piorar como congestionamentos e meio ambiente. Ao mesmo tempo tem todas as armas nas mãos para fazê-lo, a preparação adequada já começou.

Tamara Luiza Stédile – Acadêmica de Pós Graduação pelo CEAT/BLUMENAU- SC – 2009
e-mail: tamara_ste@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *